domingo, 24 de novembro de 2013

Aromatizantes Alimentícios

Natural, Idêntico ao Natural, Sintético/Artificial




Os aromas são substâncias cada vez mais presentes nos produtos alimentícios. Um ingrediente que aparece tanto nos rótulos merece uma postagem especial. Você sabem as diferenças entre eles? Eles são veganos?

Aromas Naturais

Definição:

 - Os aromas naturais “são obtidos exclusivamente por métodos físicos, microbiológicos ou enzimáticos, a partir de matérias-primas aromatizantes naturais”, as quais são “produtos de origem animal ou vegetal aceitáveis para consumo humano, que contenham substâncias odoríferas e ou sápidas, seja em seu estado natural ou após um tratamento adequado, como: torrefação, cocção, fermentação, enriquecimento, tratamento enzimático ou outros”.

Considerações:

Os aromas naturais podem ser tanto de origem animal, quanto vegetal, dependendo da substância do qual será extraído. Um aroma natural de baunilha, por exemplo será de origem vegetal, enquanto um aroma natural de bacon, será de origem animal.

Aromas Idênticos aos Naturais

Definição:

Os aromas idênticos aos naturais “são as substâncias quimicamente definidas obtidas por síntese e aquelas isoladas por processos químicos a partir de matérias-primas de origem animal, vegetal ou microbiana que apresentam uma estrutura química idêntica às substâncias presentes nas referidas matérias-primas naturais (processadas ou não)”.

Considerações:   

Assim como os aromas naturais, os aromas idênticos aos naturais podem ser tanto de origem animal, quanto vegetal. Apesar de serem obtidos por processos químicos, são sintetizados a partir de substâncias naturais, de origem animal ou vegetal.

Aromas Sintéticos/ Artificiais

Definição:

- Os aromas sintéticos/artificiais “são os compostos químicos obtidos por síntese, que ainda não
tenham sido identificados em produtos de origem animal, vegetal ou microbiana,
utilizados em seu estado primário ou preparados para o consumo humano”.  
Podem ser obtidos a partir da mistura de dois ou mais aromas, desde que pelo menos um deles seja de origem sintética.

Considerações:

Também podem ser de origem animal ou vegetal. Esse é o aroma mais complexo, já que pode ser 100% sintético ou uma mistura de aroma sintético com aroma natural e/ou aroma idêntico ao natural. Nesse caso, o aroma artificial de mel,por exemplo pode ser de origem animal ou sintética. Se o aroma artificial de mel for 100% sintético, será vegano. Se tiver sido obtido da mistura de um aroma sintético com um aroma natural e/ou idêntico ao natural, será considerado de origem animal. Nesse caso, a única forma de saber, é entrar em contato com a o Sac da empresa e perguntar sobre a forma com que o aroma foi sintetizado.

Fontes:

http://www.insumos.com.br/aditivos_e_ingredientes/materias/88.pdf
http://www.anvisa.gov.br/alimentos/informes/26_140607.htm

5 comentários:

  1. Oi Vivi,
    Boa observação.
    Um dia desses minha sogra apareceu com um desses pra mim: http://www.goodsoy.com.br/salgadinhos-saudaveis-a-base-de-soja-sabor-bacon.html
    Eu tive que devolver, meio sem graça. Mas não a culpo. Se o salgadinho é feito de soja, já fica meio subentendido que é voltado para os públicos veganos/vegetarianos ou os preocupados com a saúde. Eu duvido que quem come bacon vai comprar esses salgadinhos de soja...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eliana!

      Esse tipo de situação é super chata. A gente sabe que a pessoa não fez por mal, muito pelo contrário, teve o intuito de nos agradar. Vai ver eles fizeram esses salgadinhos para quem ama bacon, mas está de regime, sei lá. O único salgadinho dessa marca que é vegan é um de ervas finas.

      Excluir
  2. olá, vejo muito "aromas identico ao natural de *fruta*". Esses são seguros então??

    ResponderExcluir
  3. Dado um aromatizante, não dá pra saber se é vegano ou não, certo?
    Por exemplo, dado um aromatizante num produto sabor carne, pela definição do aromatizante sintético idêntico ao natural, ele pode ser sintético, feito a partir de plantas, ou a partir de carne. Como não há exigência de identificação do método usado, e estes três métodos entram na definição, não dá pra saber. Concorda?

    ResponderExcluir